Em nome da beleza e das dietas milagrosas que prometem enxugar muitos kilos em pouco tempo, a saúde de muitas pessoas pode estar em risco. Na hora de consumir alimentos de origem natural é bom ficar esperta, sendo alguns deles:

  • Óleo de cártamo
  • Quitosana
  • Produtos a base de linhaça
  • Amaranto
  • Quinoa
  • Aveia
  • Óleo de coco
  • Chia.

Apesar da origem natural esses alimentos precisam ser consumidos com cuidado e sob orientação médica, para que o efeito não seja o oposto do que se é esperado.

Segundo, Nairana Borim, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, existe um entendimento equivocado sobre a função destes alimentos. “Por si só, eles não emagrecem. É necessário associá-los a uma alimentação equilibrada e à prática regular de atividade física. Por isso, é importante procurar um especialista antes de iniciar qualquer regime.”

Ou seja, não adianta nada consumir esses produtos naturais e não se alimentar bem. Também vale a pena dizer que esses produtos só tem real beneficio quando consumidos na versão extra-virgem, após passar por etapas de prensagem e filtração, é a mesma história dos chás que na versão “de caixinha” perdem grande parte de suas propriedades.

Todos os alimentos citados acima tem efeito emagrecedor, mas lembre-se que tudo em excesso faz mal e que é importante consumir essa categoria acompanhado nas refeições, nada de consumir isolados – e fique atento as porções de consumo, o óleo de coco, por exemplo, pode ser consumido apenas em duas colheres de sopa por dia e não de uma vez só. Cuidado ao consumir esse óleo, já que ele é rico em gorduras saturadas para pessoas com costerol pode ser um veneno e aumentar o LDL, o colesterol ruim. Mas, para quem não tem esse problema o óleo tem um gosto agradável e pode ser servido em saladas.

Já a chia é utilizada em forma de farinha, que pode ser consumida com frutas, vitaminas, iogurtes e o que mais a sua imaginação permitir.

chia grão emagrece

A chia é uma semente rica em fibras. Sua farinha ao entrar em contato com a água, forma uma espécie de gel no estômago que proporciona maior sensação de saciedade e esvaziamento gástrico mais lento. “Também contribui para o adequado funcionamento intestinal e auxilia no controle do colesterol e dos níveis glicêmicos”(Exame).

Mas, uma coisa vale para todos os grãos citados nesse post, antes de começar a consumir qualquer um desses produtos consulte um nutricionista ou um endocrinologista, cada pessoa tem um metabolismo e corpo diferente e as porções máximas de cada grão podem variar, e claro, não se esqueça de beber 2 litros de água por dia!

 

Fonte: Exame

Categorias: Dicas de Saúde | Post por:

Comentários