2014, ano novo, vida nova, dieta nova… Não, pera! Não existe essa de “dieta nova”. Para quem quer emagrecer com saúde e manter o seu peso/o que conquistou, a única forma é fazendo uma reeducação alimentar, que não é uma dieta de revista, famosos e etc, é simplesmente aprender a comer de forma correta e mais saudável. O problema disso tudo é que, junto com o final de ano, vem as festas, Natal, Réveillon, confraternizações do trabalho e tudo mais e é bem difícil se controlar 100% em todos esses convites de comilanças.

reeducaoalimentar

Só que já estamos quase na metade de Janeiro, tudo isso já passou e já está mais do que na hora de voltar para a vida saudável que estávamos seguindo ao longo de 2013 – quer dizer, espero que vocês tenham seguido essa vida, porque eu… Olha, fui uma negação.

Desde o meu último post aqui sobre objetivos e metas para uma vida mais saudável, em que falei sobre toda a minha angústia de estar 17 quilos mais gorda do que há 1 ano e meio atrás (na época do post, um ano), sobre como ter visto fotos das férias de Julho de 2012 me fez ficar decepcionada comigo mesma, já que engordei tudo que tinha conquistado no final de 2011 e início de 2012, falei que ia me esforçar para voltar a fazer tudo corretamente, voltar a me exercitar, reeducar a alimentação, etc, etc, etc e…? Pois é, não fiz nada disso. Muito pelo contrário.

Me formei no final de 2013 (com a Steh <3), mas não foi nada fácil. Foram noites mal dormidas (ou nem dormidas), nenhum tempo para caminhar ou ir à academia e muito menos ter tempo de me preocupar com a alimentação. Tudo isso resultou em uma pessoa mal-humorada, gorda e sem vontade de fazer nada. Eu já fui "diagnosticada" com depressão pelas psicólogas que tive durante a infância/adolescência/início da fase adulta e isso se reflete de formas não muito boas: normalmente vem seguidas de um chocolate.

compulsaocomida

Com todo o stress da faculdade, problemas no trabalho e em casa, voltei a ser quem eu deveria ter excluído da minha própria vida em 2011 e voltei a me lotar de besteiras, chocolates, bolachas, frituras, refrigerante e cerveja. Eu nunca gostei de cerveja, até começar a participar dos happy hours do trabalho e ver que gastava muito dinheiro com caipirinhas, amarulas e etc (não que também sejam bons, por causa do açúcar e tudo mais), comecei a pegar gosto pela baratinha. Enfim, minha compulsão por comida tinha voltado e eu percebi isso tarde demais: exatamente no dia que eu fui escolher a roupa para apresentar meu TCC. Nada servia, nada ficava bom e eu fui pra lá parecendo um botijão de gás mesmo – e depois tive que ouvir do meu pai e da minha mãe que assim que me formasse, deveria tomar vergonha na cara e emagrecer, porque eu estava muito gorda. Isso me abalou muito, porque eu estou acostumada com o meu pai falando toda hora que eu estou gorda, mas não com a minha mãe… E ouvir falarem que estou muito gorda, foi difícil.

Bem, sem mais dramas, consegui recomeçar agora em Janeiro. Defini uma data para reiniciar tudo e por enquanto estou indo até que bem – com alguns escorregões, mas bem. É difícil voltar? É. Mas todos temos, se quisermos ser mais saudáveis e ficarmos felizes com nós mesmos. Não é questão de estética – é um pouco, não dá para mentir, mas não é isso que é totalmente relevante. Então, escolhi por voltar aos poucos, cortar as coisas aos poucos e me exercitar aos poucos.

» O que retirei da minha alimentação:

– Refrigerante
– Doces em excesso
– Álcool

» O que estou evitando comer:

– Farinha branca
– Açúcar branco
– Frituras

» O que estou fazendo para me exercitar:

– Programa “30 day shred” da Jillian Michaels, em casa (ainda farei um post contando mais sobre)
– Esteira por 45 minutos na sala de ginástica do prédio (vou começar hoje!)

Para começar, é isso. Estou também fazendo posts quinzenais no meu blog pessoal registrando todas as minhas medidas e o peso para me controlar e conseguir me incentivar.

E aí, quem vem comigo nessa?

keep-calm-and-emagreça-com-saúde

Categorias: Dietas, Pessoal, slider | Post por:
  1. […] meu último post aqui, sobre como voltar a ter uma vida saudável, falei que esse ano seria O ano e que voltaria a me esforçar para ter uma vida mais saudável e a […]

Comentários