Estamos a poucos dias do Domingo de Páscoa e, apesar da data não existir por causa dos ovos de chocolate, toda a mídia faz com que gastemos muito dinheiro em menos chocolate do que o prometido e bem menos chocolate e mais dinheiro do que uma barra de meio quilo.

Não concordam? Então, antes de falar do propósito desse post, farei uma análise bem rápida:

alpino

Não consegui encontrar ovos com o peso exato das barras, mas dá para ter uma boa ideia:

classic

E o mais chocante:

1kg

Ok, é uma barra de chocolate confeiteiro, mas esse não é o ponto! O ponto é que gastamos um valor absurdo na mesma quantidade de um chocolate “normal” só porque ele é em formato de ovo, é revoltante. Ou não?

Agora vamos ao que realmente interessa: como se comportar na época mais difícil para quem está fazendo dieta ou simplesmente tentando levar uma vida mais saudável?

Extremistas dirão: não coma nada! Chocolate faz mal, você vai engordar, você nunca mais emagrecerá, você vai ficar doente, é a pior coisa do mundo… Blá, blá, blá.

Eu direi: COMA SIM! Mas não coma 1kg, coma 25g, prefira os meio amargos, fique atento aos ingredientes utilizados e, depois de constatar que é chocolate de verdade, se jogue – aos poucos.

A questão é que: tudo em excesso faz mal. Sim, tudo. E com o chocolate não é diferente. Porém, se você comer um pouquinho um dia, depois de uma semana mais um pouco e por aí vai, não vai acontecer nada de mais! Se você comer 30g de chocolate hoje, você não vai engordar 500g amanhã. Então, quando você for se pesar no final da semana (falaremos mais para frente sobre como – e quando se pesar), não culpe os míseros 30g que você consumiu.

“Vamos supor que você tenha comido um alimento contendo 500 calorias. Para engordar 450g, você teria que comer aproximadamente 3500 calorias extras – sete vezes mais do que você comeu; 500 a mais não irá afetar substancialmente o seu peso.”

Fonte: Livro Pense Magro

Certo? Não será uma mordida no chocolate que te fará engordar – e sim a combinação do chocolate com as outras porcarias que você resolveu comer junto. Então, além de te fazer um pouquinho mais feliz por ingerir uma pequena quantidade de açúcar, o chocolate tem outras vantagens de estar no meio da dieta.

Vou citar alguns benefícios do chocolate já comprovados por várias pesquisas:

– Afaste os sinais do envelhecimento;
– Mantenha o bom humor com chocolate;
– Adeus à fadiga;
– Benefícios para o colesterol;
– Solução para a pressão arterial;
– Amigo da memória;
– Amigo do coração;
– Combate ao AVC;
– Turbina os músculos;
– Serve como anti-inflamatório;

Chocolate emagrece?

Segundo uma pesquisa feita por médicos, ele emagrece sim. Mas antes de correr para a barra de chocolate, vale a ressalva dos especialistas: o benefício só se torna realidade se o alimento for consumido com moderação e na versão amarga. O chocolate amargo pode ser consumido até no café de manhã. Durante um estudo, os voluntários que consumiram um tablete do doce ainda em jejum, pela manhã, sentiram uma saciedade maior ao longo do dia, o que resultou em um consumo calórico 15% menor que os demais.

Vale lembrar que é sempre melhor consumir o chocolate meio amargo (ou até os 80% cacau) por causa da grande concentração da “matéria prima” (cacau) do que o chocolate ao leite – mas este ainda é melhor que o chocolate branco, que é o que menos tem cacau e mais ingredientes químicos. Se você não é fã do meio amargo, consuma o chocolate ao leite, mas evite ao máximo o chocolate branco, combinado?

Nessa Páscoa, prefira as barras de chocolate meio amargo e passe o feriado com um sorriso no rosto!

Créditos: Toda Ela;
Saúde Terra;
M de Mulher;
Folha de São Paulo.

Categorias: Dicas de Saúde, Dietas, slider | Post por:

Comentários